A morfologia das duas testemunhas

         Tenho lido muitas publicações e  postagens que tratam das duas testemunhas de Apocalipse 11 e estas se resumem simplesmente nas duas linhas de raciocínio que normalmente são utilizadas pelos intérpretes e comentaristas bíblicos, a primeira linha segue o raciocínio de que os ensinamentos bíblicos, as profecias e as personagens apresentadas especialmente pelos escritores bíblicos que foram usados para documentarem em pergaminhos os fatos finais do Plano de Deus para humanidade devam ser interpretadas como figuras de linguagem, não com a forma literal como foram apresentadas e a segunda linha de interpretação segue o raciocínio de que a Bíblia deve ser interpretada de forma literal, sempre que possível.

          A concretização de uma profecia bíblica exige que sejam deixadas de lado qualquer teoria, exegese ou hermenêutica para que não se enverede pelos mesmos caminhos que levou o cristianismo a ter diferentes correntes de pensamento, as quais acabaram por originar as cerca cinquenta e cinco mil denominações cristãs hoje existentes ao redor do planeta e assim se agregue sofismas a uma missão e ministério que diz respeito a todas estas denominações, uma vez que estas têm como razão de suas existências a própria Bíblia, por isso, simplesmente para que alcancem o objetivo para o qual foram projetados, estes fatos proféticos devem e neste caso especial das duas testemunhas, ser tratados tendo como base os princípios da razão e da lógica sofística, ou seja, a lógica que inibe a existência de sofismas, ainda que esbravejem as lideranças cristãs acostumadas à forma empírica vigente, pela qual se vêem tentados a dar às profecias bíblicas a forma e a expressão daquilo que acreditam ser o certo, portanto desde já torna-se necessário levar ao conhecimento dos cristãos de todas as denominações que não caiam nesta TENTAÇÃO!

         No capítulo 5 de Apocalipse está determinado que apenas Jesus glorificado é digno de abrir o Livro Selado e o Ministério das Duas Testemunhas encontra-se inserido no sétimo e último selo e somente pelo Seu Santo Espírito são dadas as diretrizes para este Ministério, neste aspecto jamais poderemos imaginar que Cristo glorificado apontaria diretrizes e rumos ilógicos e irracionais, então a utilização da lógica sofística serve tão somente para proteger este Ministério da livre imaginação humana, colocando-o nos trilhos para o qual fora projetado.

          Como o foco principal desta postagem é a morfologia ímpar das duas testemunhas, o que tem ocasionado inúmeros debates entre os estudiosos bíblicos e com a premissa de que esta obra revelada deva ser conduzida essencialmente pelo espírito santo que fala aos teus servos, os profetas (Apocalipse 10:7), estou então agora amparado para levar a todos os cristãos da terra aquilo que até então foi revelado sobre este detalhe do ministério das Duas Testemunhas.

          No ano de 2002, numa vigília em uma chácara de um amigo, no sétimo ano do início de uma série de profecias indicativas desta revelação, uma serva do Senhor, reconhecida por vários pastores e líderes cristãos como ungida com o dom de profecia dirigiu-se a um dos varões ali presentes, por sinal aquele a quem há sete anos Deus enviava profetas para o fim específico da revelação da identidade das Duas Testemunhas e lhe afirmara que há sete anos estava sendo preparado com este objetivo e perguntou-lhe se era verdade, ao que respondeu positivamente, seguindo na mensagem profética afirmava ver um anjo forte que carregava duas pastas pretas e que uma destas pastas lhe estava sendo entregue e este lhe respondeu que também tinha visto o anjo indicando o local onde estava, o que lhe causou uma suave comoção. Continuando na revelação profética, a serva do Senhor afirmava ver ao lado do varão para o qual era dirigida a profecia um outro fisicamente igual a ele, a quem este estaria incumbido de entregar a outra pasta. Admirada com a visão que obtinha, disse ao pastor que a acompanhava que eram dois mas parecia ser o mesmo homem e fitando fixamente os olhos no varão e olhando para o seu lado expressou para o pastor que a acompanhava as palavras: “São clones”, fazendo referência de uma novela apresentada por uma emissora de televisão cujo tema era a clonagem humana.

       No oitavo ano desde o início desta revelação, ou seja, no ano de 2003 e ano seguinte desta palavra profética aquele varão levou a mesma serva profeta do Senhor a uma construção que executava, sendo parte dela destinada a uma Igreja e esta serva do Senhor lhe afirmou que Deus iniciaria alí uma grande obra do Seu Reino. No ano seguinte e nono ano desde o início da revelação uma Igreja se instalou naquele lugar para o qual Deus havia ordenado que se construisse um templo para si e no culto inaugural desta Igreja uma outra serva profeta do Senhor, de uma outra cidade, trouxe à essa Igreja a confirmação deste propósito. No décimo e último ano previsto para a revelação da identidade das Duas Testemunhas, num evento anual que esta igreja faz no período carnavalesco todas as profecias relativas à revelação deste ministério se cumprem e no dia anterior à revelação a Igreja é preparada espiritualmente pelo preletor do seminário, que sendo alheio aos fatos foi usado por Deus para indicar o fato que ocorreria no dia seguinte sobre dois homens, aos quais deveriam ser dada oportunidade de falar e serem ouvidos e a unção da revelação foi entregue ao varão que há dez anos vinha sendo preparado para aquele fim.

       Nesta postagem não pretendo me alongar nos fatos do tremor de terra, da voz de Deus (que então disse: ” OS MEUS MISTÉRIOS SÃO INSONDÁVEIS, NÃO PERMITIREI QUE OS MEUS DOIS FILHOS E O MEU POVO SEJAM ENVERGONHADOS, PARTO MAS DEIXO MEUS DOIS FILHOS PARA QUE APRENDAM COM ELES). e das levitações alí ocorridas naquele dia, mas especificamente no fato do aspecto físico e morfológico que por intermédio de ambos os varões ali foi demonstrado. Quanto à questão física, ao serem observados era como se fossem um a imagem refletida em espelho do outro, porém quanto à questão morfológica sui generis demonstrada naquela ocasião, que diz respeito à unção de Deus em seus espíritos poder agir fisicamente expelindo ondas de calor de suas bocas (Apocalipse 11:5), fazendo a terra tremer, deslocando fisicamente milhares de pessoas do solo e fazendo levitar um pastor, tratava-se apenas de uma intenção demonstrativa da parte de Deus para ilustrar a veracidade da revelação, o que foi também comprovado profeticamente.

          Não há nenhum detalhe em suas aparências físicas que os distinguem de outros homens, o que há, portanto, é a questão da semelhança física entre eles próprios, o que impressionou e até assustou muitos dos presentes naquele evento, também não é objetivo deste texto diagnosticar os dons de “expelir fogo”, de causarem tremores na terra ou de deslocarem fisicamente pessoas que lhes estão distantes, pois tudo isso é dado por Deus (Apocalipse 11:3a), não tendo isso, aparentemente, relação com a fisiologia e morfologia de ambos. Desta forma, resta então procurarmos entender o propósito de Deus, conforme a descrição subliminar da Bíblia e a confirmação profética de serem ambos dois e um e o que isso realmente significa.

       Se não é facil para qualquer pessoa conceber que alguém fisica e morfologicamente comum possa ter as características já mencionadas, somente debaixo do poder e da vontade de Cristo este segredo (Apocalipse 10:7) poderá ser melhor compreendido. Se lermos atentamente o capítulo 11 de Apocalipse vamos observar que estes dois homens são tratados ora no singular e ora no plural: nos versículos 3 e 4 os dois são tratados no plural, como convém, já no versículo 5 diz: “Se alguém pretende causarlhes dano, sai fogo da sua boca”, ou seja, são tratados no singular e no plural. Nos versículos 6 e 7 são novamente tratados no plural. Na sequência, o versículo 8 se inicia tratando-os no singular, a palavra “cadáver” ou “corpo” é dita no singular e no versículo 9 estas mesmas palavras ainda referindo à eles são ditas no plural: então alguém como eu próprio, poderia pensar que é um erro gramatical da editora, mas isto persiste em praticamente todas as edições bíblicas, com poucas edições que, equivocadamente, fizeram estas correções, sim, porque no original grego a grafia está exatamente da forma gramaticalmente errada, mas a isso devemos entender que se tratava do segredo de Deus, que oportunamente, com a multiplicação da ciência (Daniel 12:3-4) seria então compreendido.

          Para obter então um posicionamento espiritual e racionalmente adequado, temos de nos situar em nossa limitação de tempo, o qual ainda não foi suficiente para que obtivéssemos uma linguagem mais precisa, tendo em vista que o atual estágio do conhecimento ainda não possibilita afirmações categóricas, mas que pela observação dos fatos, torna-se possível construir uma teoria bastante sólida. Diz o conhecimento genético ora consolidado que o homem tem em sua formação genética cinquenta por cento das informações genéticas de seu pai e cinquenta por cento das informações genéticas de sua mãe, então, considerando esta informação, somos levados a desacreditar no teor da profecia ocorrida no ano de 2.003, na mensagem subliminar presente no texto de apocalipse 11 já mencionada anteriormente e também na constatação da observação física de ambos, uma vez que seus pais não são as mesmas pessoas, mas notem que estamos falando da limitação científica que o tempo e outros fatores nos impõem, pois já tenho lido teorias de que a formação genética depende também de outros fatores, como por exemplo, das proteínas, porém, acima da intenção de se obter uma justificação científica que satisfizesse intelectualmente aos homens, temos então que considerar que este fato, missão ou ministério, como queiram chamar, têm sua origem há cerca de dois mil e seiscentos anos, quando era reconstruída as muralhas de Jerusalém e o templo de Salomão e se projetava o tempo da graça, uma nova maneira de Deus lidar com os homens (Zacarias 4:1-4 e 4:11-14) e corroborada pela profecia de Apocalipse 10 e 11.

          De acordo com palavras proféticas constantemente emanadas para o deslinde desta obra, estamos então diante de um sério dilema: Se insistirmos na busca de uma explicação científica estaremos demonstrando falta de fé no Criador de todas as coisas e em sua onisciência e onipotência e se demonstrarmos fé incondicional nestas características divinas sem o respaldo científico, ainda que este se mostre insuficiente para dirimir as dúvidas que adviram, poderemos ser vistos até mesmo como fanáticos, o que certamente não é o desejo de ninguém. Estamos então compelidos a aceitar que Deus deseja demonstrar à humanidade o seu elevadíssimo, ou deveria dizer pleno nivel de conhecimento, com o qual pretende reinar sobre ela com amor, paz e harmonia, mas também com poder e fogo!

          Considerando que as verificações científicas parciais tenham sido enquadradas e mostradas insuficientes para a

compreensão plena da vontade do Criador, somos então levados a entender que esta missão deve seguir à frente desta compreensão, ao nível do sobrenatural, firmando-nos no uso dos sinais já apresentados até que chegue o dia em que definitivamente deem o testemunho que devem dar, testemunho este que terá como consequência a revelação da identidade da besta escarlate (Apocalipse 11:7), que declarará guerra a estes dois profetas mártires.

       Como os sinais apresentados são exclusivos deste Ministério, o qual temos por ordem divina levar ao conhecimento de todos os cristãos, cabe-nos então revelá-los na medida em que ocorrem, para que a Igreja esteja preparada para os fatos proféticos que em breve estão por vir. Temos de dizer que alguns destes sinais são próprios da morfologia de ambos, ainda que não alcançadas as provas científicas, mas pela própria percepção de suas ocorrências e uma que chamou a atenção é o fato de agirem de forma sincronizada, como que suas mentes estivessem interligadas, o que na busca por uma explicação científica para este fato, percebi que isto se devesse à ação das recém-descobertas ondas T (T-waves), que são as ondas do Sistema Nervoso Central que emitem sinais para os nervos e músculos agirem e se isso ocorreu está então sinalizado que

as ondas emitidas por um deles podem agir sobre os nervos e músculos do outro ou então que ambos possuem a mesma Noesis (intelecto, compreensão, pensamento).

          Como já afirmamos em outras postagens deste blog e do blog HTTP://PROPOSTAFINAL-AMAODEDEUS.BLOGSPOT.COM/ também aqui recomendamos a todos os cristãos, líderes e liderados que não se apressem em pensar que esta obra é herética, pois vem sendo cuidadosamente examinada e provada desde o ano de 2.005, portanto muita cautela, pois todos os que se apressaram em prejulgamentos foram veementemente corrigidos pelo próprio Cristo, único digno e eleito para conduzir esta obra (Apocalipse 5:1-5), aceitem contudo, que está ordenado que a Igreja seja preparada e que as informações serão emitidas em momento oportuno e antes de qualquer dúvida, se de fato deseja obter a confirmação destas informações, se pedi-las ao Deus onisciente e onipresente Ele certamente responderá ao seu coração, portanto saiba ouvir a voz de Deus.

          Creio que até o momento estas informações são suficientes para que o Povo de Deus comece a se familiarizar com o Ministério das Duas Testemunhas e conto com a compreensão de todos para que não tenham qualquer ansiedade quanto às revelações que ainda estão por vir, mas tenham a certeza que aquele que em nós começou a Boa Obra a aperfeiçoará até o dia de Jesus Cristo!

Por Nelsomar Correa em 10 de junho de 2011

Advertisements
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s